O @ntenados é um blog que
reúne informação e
conhecimento voltado ao
público jovem. Nosso objetivo
é buscar assuntos que façam
parte do dia a dia e do
interesse dos estudantes.

Fabiano, Fred, Leticia e Priscila
são alunos do Terceirão
do Colégio Dom Jaime Câmara

Fabiano


Fred
@fred_zip


Leticia


Priscila
 
terça-feira, 6 de julho de 2010  
Curso Superior

“Uma boa graduação é aquela que prepara para a vida, não para o mercado.”

Com a frase acima começamos mais um post semanal, dessa vez, abordando o tema Cursos Superiores. Um assunto já saturado, mas que a gente vai tentar te fazer ver de forma diferente, abrindo sua cabeça para as oportunidades que você tem, não só de ganhar dinheiro, mas conhecimento.

O ensino superior no Brasil iniciou-se de forma limitada, no período colonial, tendo cursos apenas de Filosofia e Teologia, ministrados somente por jesuítas. Esses eram o único conhecimento que a metrópole permitia transmitir.

A vinda da Família Real em 1808 foi uma porta para muitos novos cursos, como engenharia e medicina, todos gratuitos (custeado por impostos cobrados da população). O período imperial teve poucos avanços, já que a economia da época era calcada na agro-exportação (prática que não exigia um alto grau de especialização). Problemas financeiros impediram o Brasil de desenvolver sua educação no início de seu período de República. Entretanto, na Era Vargas foi possível perceber um grande desenvolvimento dos cursos superiores a partir da fundação do Ministério da Educação e Saúde (em 1930), e principalmente pela criação do Estatuto das Universidades Brasileiras, que procura oficializar e incentivar a criação de novas universidades.

Idas e vindas, o governo do Brasil muda, e novas decisões e melhorias na educação surgem. Universidades por todo o país surgem, cada vez mais modernizadas e com uma maior variedade de cursos e especializações. Além de a demanda por formados com ensino superior tenha crescido, cresceu também a exigência do mercado, tendo em vista, que quanto mais profissionais estão disponíveis, maior é a concorrência, e de certa forma se aplica a lei da oferta e da procura.

O que acontece é que não adianta um profissional ter um diploma, e esse não ateste a real capacidade do individuo de exercer determinado cargo ou função. Quanto mais formados sem qualificação, mais longe o Brasil ficará do ensino de excelência, esse problema pode ser resolvido com a fiscalização dos órgãos responsáveis perante esses cursos. Enquanto isso, você pode fazer a sua parte para garantir seu futuro, pesquisando boas instituições em vez de optar pela mensalidade mais barata.

A partir daí, a busca pelo seu tão desejado local no mercado de trabalho começará com a Graduação, seu primeiro nível universitário. Em seguida o mesmo especializa-se a partir dos “Cursos de Graduação”, que são:
Em seguida encontramos a Pós-Graduação, cursada para aqueles que concluírem a Graduação (assim como seus 3 principais cursos). A Pós-Graduação divide-se em 2 momentos distintos:
  • Lato Sensu – Dura mais de 350 horas. Caracteriza-se pela especialização do profissional;
  • Stricto Sensu - Divide-se nos conhecidos Mestrados (que em um estudo de no mínimo de 2 anos permitirá que um formando passe a lecionar nas faculdades ou universidades) e os Doutorados (estudo de 4 anos caracterizado por pesquisas e a formulação de uma tese por parte do aluno).
Além, de te mostrar várias visões de mundo e te infiltrar numa rede de conhecimento que você dificilmente participaria sem a Universidade, o curso superior tem que te tornar um profissional. Ou seja, dar bagagem para que você arrume um bom emprego. Aqui vão as nossas dicas, ou melhor, coisas que devem ser levadas em conta na hora de escolher um curso superior:

Para terminar, deixamos os links de sempre, que essa semana estão muito interessantes para todo mundo que leu o post. Sugerimos mesmo.





> Artigo Depoimento de Frederick Van Amstel falando sobre sua opção de curso superior e o que ele levou de toda a experiência universitária.
> Artigo do site Educar para Crescer com dicas muito interessantes sobre como avaliar um curso superior
> Artigo Como escolher o curso superior ideal, por Aline Gonçalves. Diz o que você realmente deve levar em conta nessa escolha.

Marcadores: , , ,

Postado por Leticia @ 16:42

7 Comentário(s)

Anonymous Roberto disse...

Mais uma vez aqui, passo para elogiar a postagem de vocês, que agora mostra o outro lado: Ensino Superior. E vocês estão de parabéns, porque foi tudo bem explicado, até mesmo o processo histórico no Brasil.
Parabéns e até semana que vem pessoal, aguardo o próximo post!

7 de julho de 2010 12:25  

Anonymous Luiz Carlos disse...

é isso aí galera , vamos se ligar no conhecimento, como foi comentado no post vc tem fazer a diferença, ficou bem informativo.
parabéns

7 de julho de 2010 13:21  

Anonymous Juliana S. disse...

achei as dicas mto boas, os links também. boa sorte no desafio!

7 de julho de 2010 16:35  

Anonymous Pati disse...

muito bom, antenados! adorei tudo!

10 de julho de 2010 17:55  

Blogger Eduardo Leal disse...

Bem legal o blog de vocês. Bastante informativo e simultaneamente atrativo. Da forma como foi escrito dá vontade de ler do início ao fim kkkk

Gostei muito. Acredito seriamente que vocês têm chance de ficarem em primeiro. E falo por experiência! kkkkkkkk

Estou torcendo por vocês aí. Boa sorte, continuem assim!

10 de julho de 2010 20:21  

Blogger Frederick van Amstel disse...

Parabéns pelo blog! Informações preciosas com um design bem divertido. Continuem em frente!

11 de julho de 2010 07:36  

Anonymous Manu disse...

ESSE BLOG É DEZ, VALEU ANTENADOS. OUTRA POSTAGEM MARAVILHOSA!

3 de agosto de 2010 15:05  

Postar um comentário

<< Voltar